Felicidade, afinal…

Engraçado como quando pensamos em felicidade, nos vem à mente um rosto e não exatamente um sentimento. Isso acontece por que esse sentimento não se constrói sozinho e sim por pessoas que amamos…pessoas que nos fazem conhecer o amor, que nos tornam especiais e despertam o melhor de nós.

Felicidade tem cheiro, um cheiro doce de fruta madura, um cheiro gostoso da brisa do mar;

Felicidade é respirar fundo, é sentir o vento batendo leve no rosto;

É observar as cores da vida, a chuva caindo, as cores das flores;

É o som das buzinas nas ruas, daquela música que adoramos, do telefone tocando; é ouvir o ruído que a vida faz;

É o sorriso sincero daquela amiga querida; é um dia de sol; um bom livro pra ler; é um olhar apaixonado, um abraço apertado;

Felicidade tem um sabor peculiar, um sabor que não dá pra descrever, tem um gosto suave, delicado…um gosto alegre;

Felicidade é sinônimo de coração tranquilo, de sorriso no rosto e de alma completa…é ter a disposição de encarar e desfrutar a vida do jeito que ela é e não do jeito que ela poderia ter sido.

Lu

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.